Não é possível carregar informações de navegação.

Brasão da cidade de São Paulo a esquerda e com os dizeres Cidade de São Paulo a direita
A palavra SP156 em um quadrado de fundo amarelo a direita e Portal de Atendimento prefeitura de São Paulo a esquerda A palavra SP156 em um quadrado de fundo amarelo a direita e Portal de Atendimento prefeitura de São Paulo a esquerda
Portal de Atendimento
Prefeitura de São Paulo

Informações sobre Programa Tem Saída - Cadastrar mulher em situação de violência para concorrer a vagas de emprego

O QUE É
É um programa que ajuda mulheres em situação de violência doméstica e familiar a procurar trabalho formal. Para isso, a Prefeitura criou um banco de dados para cadastrar empresas parceiras e oferecer vagas de emprego.

QUANDO SOLICITAR
Quando uma mulher em situação de violência doméstica e/ou familiar precisar de auxílio para conseguir um trabalho.

PÚBLICO-ALVO
Mulheres vítimas de violência doméstica e/ou familiar.

REQUISITOS, DOCUMENTOS E INFORMAÇÕES
Para se candidatar às vagas de emprego é preciso apresentar:
- RG;
- CPF;
- Carteira de trabalho após o encaminhamento ao Cate.

PRAZO MÁXIMO
O cadastro no programa é imediato, mas o tempo para se conseguir uma vaga de emprego é variável.

TAXAS OU PREÇO PÚBLICO
Serviço Gratuito.

CANAIS PARA SOLICITAR
Eletrônico
E-mail: temsaida@prefeitura.sp.gov.br

Presencial
Se você não tiver um encaminhamento do Ministério Público ou do Tribunal de Justiça:
Centros de Referência da Mulher (CRM) ( Consulte os endereços - link direciona para portal externo);
Centros de Defesa e Convivência da Mulher (CDCM) (Consulte os endereços - link direciona para portal externo);
Centros de Cidadania da Mulher (CCM) (Consulte os endereços - link direciona para portal externo);
Casa da Mulher Brasileira (Consulte os endereços - link direciona para portal externo);
Centro de Referencia Especial em Assistência Social (CREAS) (Consulte os endereços - link direciona para portal externo).
Defensoria Pública (link direciona para portal externo);
Tribunal de Justiça (Consulte os endereços - link direciona para portal externo);

Se você tiver um encaminhamento do Ministério Público ou do Tribunal de Justiça:
- Cates na Zona Central/Sul:
Cate Central - Av. Rio Branco, 252 (clique aqui para ver no mapa -  link direciona para portal externo)
Cate Cidade Ademar – Av. Yervant Kissajikian, 416 (clique aqui para ver no mapa - link direciona para portal externo);
- Cates na Zona Noroeste:
Cate Brasilândia - Av. João Marcelino Branco, 95 (clique aqui para ver no mapa - link direciona para portal externo);
Cate Butantã / Descomplica - Rua Ulpiano da Costa Manso, 201 (clique aqui para ver no mapa - link direciona para portal externo);
- Cates na Zona Leste:
Cate Itaquera – Rua Augusto Carlos Bauman, 851 (clique aqui para ver no mapa - link direciona para portal externo).

PRINCIPAIS ETAPAS
Se você não tiver um encaminhamento do Ministério Público ou do Tribunal de Justiça:
1) Compareça a uma das portas de entrada do programa*:
- Centros de Referência da Mulher (CRM)
- Centros de Defesa e Convivência da Mulher (CDCM)
- Centros de Cidadania da Mulher (CCM)
Casa da Mulher Brasileira
- Centro de Referência Especial em Assistência Social (CREAS)
*consulte todos endereços acima, no item “CANAIS PARA SOLICITAR”;
2) A equipe de atendimento, ao verificar a situação de violência, encaminhará o seu pedido de inserção no “Tem Saída” para a Defensoria Pública; 
3) A Defensoria Pública enviará o ofício de encaminhamento ao programa;
4) Compareça ao Cate levando o RG, CPF e Carteira de Trabalho para fazer seu cadastro de perfil socioeconômico e profissional;
5) Após o cadastro, já é feita uma busca por vagas dentro do seu perfil;
6) Caso haja vagas no perfil, você será encaminhada para processos seletivos. Caso não haja vagas, seu cadastro será mantido e assim que houver, o Cate entrará em contato com você. Por isso, é importante manter os telefones atualizados.

Se você tiver um encaminhamento do Ministério Público ou do Tribunal de Justiça:
1) O Tribunal de Justiça ou o Ministério Público enviará o ofício para a equipe do Tem Saída;
2) A equipe do Tem Saída fará o seu cadastro na planilha compartilhada com o Cate (Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo);
3) Depois desse cadastro, ligue 156 para agendar o atendimento em um dos Cates que atendem o Tem Saída (consulte os endereços no item “CANAIS PARA SOLICITAR” acima).
4) Compareça ao Cate no horário agendado levando o RG, CPF e Carteira de Trabalho para fazer seu cadastro de perfil socioeconômico e profissional; 
5) Após o cadastro, já é feita uma busca por vagas dentro do seu perfil;
6) Caso haja vagas no perfil, você será encaminhada para processos seletivos. Caso não haja vagas, seu cadastro será mantido e assim que houver, o Cate entrará em contato com você. Por isso, é importante manter os telefones atualizados nos Cates.

LEGISLAÇÃO
Portaria n.25/2018 - SMTE-GAB (link direciona para portal externo)
Decreto nº 59.537 de 16 de junho de 2020 (link direciona para portal externo).

OBSERVAÇÕES
Uma vez cadastrada no Programa, você não precisará renovar seu cadastro; apenas atualizar seus dados (endereço, telefone) sempre que for necessário.

ÓRGÃO RESPONSÁVEL
Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo -  SMDET.

MANIFESTAÇÃO SOBRE O SERVIÇO
Para registrar uma reclamação, denúncia, elogio ou sugestão sobre a prestação deste serviço, entre em contato com a Ouvidoria Geral do Município (OGM):
Fazer uma denúncia na Ouvidoria Geral do Município (link direciona para portal externo);
- Fazer um elogio na Ouvidoria Geral do Município (link direciona para portal externo);
- Fazer uma sugestão na Ouvidoria Geral do Município (link direciona para portal externo);
- Fazer uma reclamação na Ouvidoria Geral do Município (link direciona para portal externo).

Criado em: 01/08/2018

Atualizado em: 10/03/2022

Conheça as Principais Dúvidas sobre o Portal de Atendimento SP156

SAIBA MAIS

Outros Canais de Atendimento da Prefeitura de São paulo

SAIBA MAIS

Conheça mais sobre a Políticia de atendimento ao Cidadão de São Paulo

SAIBA MAIS

Sugestões, protocolos não atendidos e denuncias

SAIBA MAIS